Última hora

Em leitura:

Ucrânia: Alemanha e EUA acusam Rússia


Ucrânia

Ucrânia: Alemanha e EUA acusam Rússia

O escalar da tensão na Ucrânia preocupa a comunidade internacional. A Alemanha e os Estados Unidos da América unem-se e acusam a Rússia de desrespeitar os acordos de Genebra.

A chanceler alemã, Angela Merkel, diz estar “convencida de que a Rússia tem ou poderia ter a possibilidade de conduzir os separatistas, no leste da Ucrânia, para um caminho pacífico de discussão constitucional e para a preparação de eleições. Até agora, esses sinais têm sido, infelizmente, inexistentes.”

Os Estados Unidos mostram-se “profundamente, preocupados com os relatos de que atiradores não identificados sequestraram uma equipa do Documento de Viena, que faz parte da OSCE, e os seus acompanhantes ucranianos, na cidade de Slaviansk,” afirmou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki. Caso se confirme, condenam “veementemente, esta ação” e pedem “a libertação imediata, condenando estas táticas repressivas e cobardes… “

Por seu lado, o presidente russo, Vladimir Putin, diz estar preocupado com o impacto que a crise pode ter no futuro da indústria da defesa ucraniana.

“No contexto de estado de crise aguda, a indústria da defesa ucraniana está, praticamente, privada do apoio do Estado. Todos nós entendemos muito bem que um possível rompimento de laços de cooperação pode ser crítico para a indústria da defesa da Ucrânia, assegura Putin.

A diplomacia da Casa Branca já avisou o Kremlin de que novas sanções financeiras poderão ser impostas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Turquia: Aprofunda-se confronto entre poderes político e judicial