Última hora

Última hora

Ucrânia: separatistas de Slaviansk libertam observador militar sueco por razões médicas

Em leitura:

Ucrânia: separatistas de Slaviansk libertam observador militar sueco por razões médicas

Tamanho do texto Aa Aa

O membro sueco do grupo de observadores militares europeus detidos em Slaviansk, no leste da Ucrânia, foi libertado por razões médicas. O anúncio foi feito pelo porta-voz dos separatistas que controlam a cidade.

O grupo foi autorizado a comparecer este domingo numa conferência de imprensa organizada pelos militantes pró-russos.

Visivelmente tenso, o coronel alemão Axel Schneider foi autorizado a falar:

“Ninguém nos bateu e estamos a ser tratados como é possível dadas as atuais circunstâncias. Ainda não sabemos quando vamos poder voltar aos nossos países e ver as nossas famílias.”

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, que está a tentar negociar a libertação do grupo, esclarece que os militares não são observadores da OSCE, mas integravam uma missão bilateral ao abrigo da organização.

Este domingo, os separatistas pró-russos anunciaram ter detido mais três pessoas, alegadamente elementos das tropas de elite ucranianas.

De acordo com os grupos de autodefesa fiéis a Moscovo, todos os reféns são prisioneiros de guerra e vão ser utilizados como moeda de troca.