Última hora

Última hora

Assad é candidato à presidência da Síria

Em leitura:

Assad é candidato à presidência da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento de Damasco anunciou, esta segunda-feira, a candidatura de Bashar al-Assad à presidência da Síria, uma decisão já criticada pelos delatores do regime.

Numa carta dirigida à Assembleia legislativa, o chefe de Estado sírio, no poder desde o ano 2000, anunciou a intenção de concorrer às presidenciais marcadas para o dia 3 de junho.

Assad é o sétimo candidato a apresentar-se às primeiras eleições presidenciais no país em mais de meio século, mas apenas outros dois devem conseguir as 35 assinaturas de deputados necessárias para participar no escrutínio.

A família de Assad dirige a Síria com mão de ferro desde 1970.

A oposição e os rebeldes classificam as eleições de “fraude”, uma “paródia à democracia”.

Assad tem a vitória praticamente assegurada.

Os refugiados da guerra, mais de 1 milhão neste momento, só vão poder votar se atravessaram a fronteira para um país vizinho “de forma legal”, segundo o estipulado na nova lei eleitoral.

Três anos de guerra civil já mataram mais de 150 mil pessoas na Síria.