Última hora

Em leitura:

Reinventar a roda


hi-tech

Reinventar a roda

A roda Acrobat – produzida pela startup israelita Softwheel – emprega um sistema de suspensão projetado para tornar a vida, numa cadeira de rodas, mais fácil. Composta por um sistema de suspensão de três pinos, localizado entre o aro da roda e o eixo, a tecnologia absorve o impacto de travagens e escadas, permitindo uma condução mais suave.

Dror Cohen é um dos especialistas de produto da Softwheel e utiliza a roda Acrobat na cadeira de rodas.

“Vou onde quero ir e se quiser descer um passeio para ir para o outro lado da estrada eu, simplesmente, desço e isso é uma sensação nova”, explica Cohen.

O eixo das rodas move-se, automaticamente, quando encontra um obstáculo, expandindo e ou retraindo a suspensão de três pinos, que absorve grande parte do impacto.

O diretor executivo da Softwheel, Daniel Barel, explica como funciona esta nova tecnologia. “Este é o mecanismo que está ligado ao aro. Isto é o eixo. Normalmente situa-se no centro da roda… Quando se encontra um obstáculo o eixo desloca-se. Os braços sabem como alterar a sua posição e fazer a mudança do eixo dentro do aro que circunda o mecanismo, permitindo-lhe absorver toda a energia, a partir do obstáculo e em frações de segundo, recupera a rigidez, voltando à posição central”, conclui.

A análise computorizada de imagens de vídeo de alta velocidade das rodas, ajudam os técnicos a obter, aquele que acreditam ser o projeto ideal.

A empresa criou outra versão desta tecnologia de modo a desenvolver um sistema para ciclistas, que está ainda em fase de testes.

As duas versões da tecnologia podem ser adaptadas a cadeiras de rodas ou bicicletas que já existem. As primeiras cadeiras de rodas vão estar no mercado já este ano. Os ciclistas terão de esperar até 2015 para conseguirem comprar uma bicicleta com esta nova roda.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

hi-tech

Invenção polaca corta no combustível e aumenta a velocidade