Última hora

Última hora

Ucrânia: Um político alvejado e mais uma cidade tomada pelos separatistas

Em leitura:

Ucrânia: Um político alvejado e mais uma cidade tomada pelos separatistas

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Câmara de Kharkiv luta pela vida depois de ter sido alvejado nas costas por desconhecidos, esta segunda-feira.

Gennady Kernes, autarca da segunda maior cidade da Ucrânia, deu entrada no bloco operatório no dia em que milícias pró-russas assumiram o controlo de edifícios públicos na cidade de Konstantinivka, onde já foram erguidas barricadas à imagem do que acontece noutras cidades na região leste da Ucrânia.

No bastião separatista de Sloviansk, a população diz estar pronta “a pegar em armas” se for pressionada pelas forças fiéis a Kiev.

Inundados por propaganda, os habitantes dizem que não veem “um único líder entre os candidatos à presidência da Ucrânia” e por isso garantem que, no dia 25 de maio, não vão votar nas presidenciais, mas que irão às urnas para o referendo sobre o futuro da região.

Entretanto, prossegue a crise com os observadores militares da OSCE que foram raptados na sexta-feira, em Sloviansk. Os separatistas pró-russos acusam os observadores de serem espiões a soldo da NATO e estão a tratá-los como “prisioneiros de guerra”. Um sueco, que sofre de diabetes, foi libertado. Sete estrangeiros da missão da OSCE continuam sequestrados.