Última hora

Última hora

Fórmula 1: Semana negra de Imola foi há vinte anos

Em leitura:

Fórmula 1: Semana negra de Imola foi há vinte anos

Tamanho do texto Aa Aa

Há vinte anos o circuito de Imola foi palco do fim de semana mais negro na história da Fórmula Um. Não faltaram acidentes no Grande Prémio de San Marino em 1994, e que resultaram em vários mecânicos e espetadores feridos, mas o pior estava reservado para os pilotos.

Logo nos treinos livres, Rubens Barrichelo sofreu um grave acidente e perdeu a consciência mas não sofreu mais que algumas fraturas.

Durante os treinos de qualificação teve lugar o primeiro acidente fatal em mais de vinte anos na Fórmula 1. Roland Ratzenberger, apenas no terceiro Grande Prémio da carreira, perdeu o controlo do monolugar. Sofreu várias lesões na cabeça e morreu no hospital.

Um desfecho que não impediu a realização da corrida no dia seguinte. À sétima volta, uma falha mecânica no Williams de Ayrton Senna levou o brasileiro a sair de pista, não sobrevivendo aos ferimentos causados pelo acidente.

A derradeira morte no mundo da Fórmula 1, que serviu ao menos para aumentar as medidas de segurança no grande circo.

O fatal Grande Prémio de San Marino acabou por ser ganho por Michael Schumacher, que 20 anos depois está ele próprio a lutar pela vida numa cama de hospital.

O alemão está há quatro meses em estado de coma depois de ter sofrido um acidente enquanto esquiava.