Última hora

Última hora

Autocarro do Chelsea não chega a sair de Stamford Bridge

Em leitura:

Autocarro do Chelsea não chega a sair de Stamford Bridge

Tamanho do texto Aa Aa

O Atlético de Madrid continua a surpreender a Europa do futebol e 40 anos depois, volta a estar na final da maior competição de clubes do Velho Continente.

Os colchoneros foram a Londres dar uma lição de futebol ao Chelsea, saindo de Stamford Bridge com uma vitória categórica por 3-1.

Para uma equipa a necessitar de vencer, o Chelsea pareceu exagerar nos cuidados defensivos e entrou em campo com David Luiz e Ramires, bem próximos um do outro com a missão de destruir jogo no meio campo e o lateral César Azpilicueta a tentar fazer pela vida a extremo direito.

Apesar do sinal mais do Atlético, a estratégia dos ingleses parecia dar resultado quando Fernando Torres inaugurou o marcador, aproveitando um excelente trabalho de Willian.

Nascido e criado com a camisola rojiblanca, o atacante espanhol optou por não festejar o golo marcado à equipa do seu coração.

Quando já se aguardava o intervalo, Adrián López restabeleceu a igualdade e colocou os espanhóis em vantagem na eliminatória.

Já no segundo tempo, as brechas na linha defensiva do Chelsea multiplicaram-se até a muralha ruir por completo. Diego Costa, na marcação de uma grande penalidade, fez o segundo dos espanhóis. Arda Turan, à segunda, estabeleceu o resultado com que terminou o encontro.

Estava sentenciada a eliminatória e até ao apito final o Atlético esteve sempre mais próximo do quarto que o Chelsea de reduzir a desvantagem no marcador.

Pela primeira vez na história das competições europeias, teremos uma final entre duas equipas da mesma cidade. Atlético e Real, dia 24 de maio no Estádio da Luz.