Última hora

Última hora

Bob Hoskins: a carreira versátil do detetive que tramou Roger Rabbit

Em leitura:

Bob Hoskins: a carreira versátil do detetive que tramou Roger Rabbit

Tamanho do texto Aa Aa

O ator britânico conhecido pela versatilidade do seu talento cénico faleceu no dia 29 de abril. Bob Hoskins tinha 71 anos e tinha posto fim à carreira no cinema em 2012, um ano depois de lhe ter sido diagnosticada a doença de Parkinson.

Ao longo de 40 anos, fez mais de uma centenas de filmes, entre cinema e televisão, nos mais variados géneros, da comédia aos filmes de gangsters.

Um dos momentos altos da carreira do ator britânico ocorreu em 1986. Graças ao filme “Mona Lisa”, Hoskins venceu um prémio em Cannes, um globo de ouro, um Bafta e uma nomeação para os Óscares.

O ator britânico era muito apreciado pelos colegas de profissão e considerado um verdadeiro gentleman.

“É uma notícia triste, ele era um ator brilhante e uma pessoa querida, um grande espírito, vamos sentir a falta dele”, disse Jude Law.

O ator nascido em 1942 lutou muito para construir a carreira. Aos 15 anos trabalhou como porteiro e lavou vidros. Mais tarde, começou um curso de contabilidade que acabou por abandonar para tentar a sorte como ator.

Um dos últimos êxitos de Bob Hoskins foi “Igualdade de Sexos”. O filme de 2010, inspira-se na luta das mulheres contra a discriminação de que eram alvo nos anos 60, na fábrica de automóveis da Ford em Dagenham, em Inglaterra.

O filme baseado em factos reais conta de uma forma bem-humorada a luta das operárias para conseguir igualdade salarial e melhores condições de trabalho.

Segundo um comunicado do seu agente, Bob Hoskins morreu no hospital rodeado pelos quatro filhos e pela segunda mulher.