Última hora

Última hora

1.° de Maio: Reviver o passado na Praça Vermelha

Em leitura:

1.° de Maio: Reviver o passado na Praça Vermelha

Tamanho do texto Aa Aa

Uma vaga de patriotismo, este ano, nas manifestações do 1.° de Maio, na Rússia.

Em Moscovo, lideradas pelo autarca local, cerca de 100 mil pessoas desfilaram na Praça Vermelha, ressuscitando uma tradição dos tempos da União Soviética.

Com a crise ucraniana como pano de fundo, os manifestantes empunham cartazes patrióticos, com mensagens inequívocas como “Tenho orgulho no meu país” ou “Putin tem razão”.

No palanque, os políticos também não perderam a oportunidade. “Este ano, a Federação Russa recebeu dois novos membros: a Crimeia e Sebastopol. Damos-lhes as boas-vindas!” – palavras de Andrei Isaev, deputado na Duma, a câmara baixa do parlamento russo.

Dos tempos da URSS, o 1.° de Maio de Moscovo era sempre celebrado, na Praça Vermelha, com a pompa dos grandiosos desfiles militares soviéticos.