Última hora

Última hora

Lixo humano presente em todos os habitats marinhos

Em leitura:

Lixo humano presente em todos os habitats marinhos

Tamanho do texto Aa Aa

Um estudo europeu, liderado pelo centro IMAR da Universidade dos Açores, faz revelações chocantes sobre a quantidade de detritos humanos depositados na costa e no fundo do mar.

Segundo Christopher Pham, um dos investigadores desta universidade, “o lixo humano está presente em todos os habitats marinhos, das praias às zonas mais profundas e remotas dos oceanos”.

Imagens recolhidas no fundo do mar mostram o antes e o depois, antes e depois da ação humana, antes e depois destes detritos contaminarem o fundo do mar.

O plástico, que demora 100 anos a decompor-se, foi a matéria mais encontrada, ao longo de todo o Mediterrâneo e costas da Europa, até à crista dorsal meso atlântica, dois mil quilómetros de terra. Corresponde a 41 por cento do lixo encontrado. Os aparelhos de pesca representam 34 por cento do total. Depois há “vidro, metal, madeira, papel e cartão, roupa, cerâmica e outros materiais não identificados”.

A conclusão deste estudo é que preciso agir para impedir o aumento do lixo nos ambientes marinhos.

www.plosone.org


A = Plastic bag entrapped by a small drop stone recorded at the HAUSGARTEN observatory (Arctic) at 2500 m; B = Litter recovered within the net of a trawl in Blanes open slope at 1500 m; C = “Heineken” beer can in the upper Whittard canyon at 950 m; D = Plastic bag in Blanes Canyon at 896 m; E = “Uncle Benn’s Express Rice” packet at 967 m in Darwin Mound with the ROV “Lynx” (National Oceanography Centre, UK); F = Cargo net entangled in a cold-water coral colony at 950 m in Darwin Mound