Última hora

Última hora

PM da Coreia do Sul pede "desculpa" às famílias das vítimas do naufrágio do ferry

Em leitura:

PM da Coreia do Sul pede "desculpa" às famílias das vítimas do naufrágio do ferry

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro demissionário da Coreia do Sul, Chung Hong-won foi pedir desculpa às famílias das vítimas pela “má gestão” do naufrágio do ferry “Sewol” no dia em que o principal partido da oposição pediu a abertura de um inquérito aos erros do governo na resposta à crise.

O chefe do executivo, que vai manter-se em funções até ao final das operações de resgate, quis apresentar pessoalmente um pedido de “desculpas” e fazer um ponto de situação às famílias que estão acampadas num ginásio em Jindo, próximo do local do desastre.

O naufrágio do “Sewol”, no dia 16 de abril, fez mais de 300 mortos e desaparecidos, na maioria estudantes do ensino secundário.

Nas investigações ao acidente, as autoridades analisam neste momento a possibilidade do navio ter zarpado de Incheon com excesso de carga e estudam se a remodelação a que o barco foi sujeito não terá cumprido com os critérios de segurança.