Última hora

Última hora

Turquia: 1.° de Maio com ares de guerrilha urbana em Istambul

Em leitura:

Turquia: 1.° de Maio com ares de guerrilha urbana em Istambul

Tamanho do texto Aa Aa

Várias dezenas de feridos e mais de uma centena de pessoas detidas é, para já, o balanço deste 1.° de Maio, em Istambul.

O governo de Ancara decidiu, este ano, impedir a realização de manifestações na emblemática Praça Taksim – epicentro da contestação que abalou a Turquia, no verão passado.

40 mil polícias foram destacados para o local, mas os manifestantes decidiram forçar as barreiras policiais com fisgas, garrafas, pedras e cocktails molotov. As forças da ordem ripostaram com canhões de água e granadas de gás lacrimogéneo.

Bora Bayraktar, o correspondente da euronews em Istambul, testemunhava, a meio da tarde: “Aqui na rua do sindicato DISK [de esquerda], que vai dar à Praça Taksim, os confrontos decorrem há horas.”

Segundo o prefeito de Istambul, cerca de 90 pessoas ficaram feridas, entre as quais, pelo menos, 19 polícias.

Dados não oficiais dão contam que, ao final da tarde, mais de 130 pessoas tinham já sido detidas.