Última hora

Última hora

Cerca de duas mil pessoas soterradas no Afeganistão

Em leitura:

Cerca de duas mil pessoas soterradas no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Em Aab Bareek, no Afeganistão, os habitantes lutam contra o tempo para tentarem encontrar sobreviventes nas toneladas de terra e lama que se abateram sobre a aldeia esta sexta-feira.

Para já estão confirmadas as mortes de três centenas e meia de pessoas, mas são cerca de dois mil os desaparecidos. Os aldeões e as autoridades apelam à ajuda externa para prosseguirem as buscas:

“Apelamos ao governo que nos envie ajuda para recuperarmos os corpos. Só conseguimos ainda encontrar entre 10 e 15. O resto dos residentes estão aqui soterrados”, afirma um homem.

Uma mulher conta:
“Sete membros da minha família estavam aqui quando a derrocada ocorreu. Quatro ou cinco morreram e quatro ou cinco sobreviveram. Eu sinto-me só metade viva… mas que posso fazer?”

A tragédia ocorreu na sexta-feira, no distrito de Argo, na província afegã da Badakhshan, uma região montanhosa na fronteira com o Tajiquistão, a China e o Paquistão.

Na sequência de chuvas torrenciais, as terras a montante desabaram sobre as casas da aldeia onde viviam centenas de famílias.

Cerca de quatro mil pessoas ficaram desalojadas. Face à instabilidade do terreno, muitas famílias temem regressar a casa com receio de um novo desabamento.