Última hora

Última hora

Eslovénia prepara-se para eleições antecipadas

Em leitura:

Eslovénia prepara-se para eleições antecipadas

Tamanho do texto Aa Aa

Para além da crise económica, a Eslovénia está mergulhada numa crise política, que conduzirá a eleições antecipadas.

A primeira-ministra, Alenka Bratusek,anunciou que apresentará a demissão na próxima segunda-feira, na sequência da perda da liderança do seu partido – Eslovénia Positiva – que comandava a coligação governamental.

A crise política eclodiu no dia 25 de abril com a eleição do rival de Bratusek, Zoran Jankovic, para a liderança do Eslovénia Positiva.

A eleição antecipada poderá ocorrer no dia 22 de junho.

A instabilidade política no país, a braços com o mais elevado défice da União Europeia, põe em causa as reformas económicas e as privatizações necessárias ao equilíbrio das contas públicas.

Antigo aluno modelo da zona euro, a Eslovénia viu-se obrigada a recapitalizar três dos seus maiores bancos e tenta evitar, a todo o custo, o recurso a um plano de ajuda externa.