Última hora

Última hora

Kiev intensifica ofensiva contra as cidades rebeldes do Leste

Em leitura:

Kiev intensifica ofensiva contra as cidades rebeldes do Leste

Tamanho do texto Aa Aa

As forças ucranianas continuam a ofensiva militar nas cidades de Slaviansk e Kramatorsk.

Os ataques nas duas cidades, nos últimos dois dias, já se saldaram pela morte de cinco soldados ucranianos, segundo fontes oficiais.

O balanço da parte rebelde é também de cinco mortos.

Em Kramatorsk, a sede dos serviços de segurança e a torre da televisão pública, que estavam nas mãos dos separatistas, terão sido retomadas este sábado pelo exército ucraniano.

Um video amador publicado numa rede social mostra os soldados ucranianos a entrarem na cidade de Kramatorsk e a serem insultados e alvo de tiros pela população.

O centro das operações anti-terroristas de Kiev confirmou a existência de combates violentos na cidade.

A ofensiva intensifica-se. O chefe dos serviços anti-terroristas, Vassil Kroutov, admitiu, numa conferência de imprensa, que a Ucrânia está agora em “situação de guerra”.

Uma constatação oficial um dia depois dos confrontos mais violentos desde que começou o movimento separatista no país, com a morte de 42 pessoas num incêndio criminoso, na cidade de Odessa, na costa do Mar Negro.

As autoridades de Kiev dizem que a maior parte dos mortos são cidadãos originários da Transnistria, uma região onde estão estacionadas tropas russas.

O chefe da polícia local anunciou a detenção de 130 pessoas que serão – disse – “julgadas pela participação nos motins e sob a ausação de morte com premeditação”.

Para Moscovo, o governo de Kiev e os aliados ocidentais são os verdadeiros responsáveis pelas mortes de Odessa.

A União Europeia pede uma investigação independe aos acontecimentos na cidade.