Última hora

Última hora

Obama e Merkel ameaçam avançar com novas sanções contra a Rússia

Em leitura:

Obama e Merkel ameaçam avançar com novas sanções contra a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos e a União Europeia estão preparados para reforçar as sanções contra a Rússia se a situação na Ucrânia piorar. O aviso foi feito por Angela Merkel e Barack Obama, esta sexta-feira, numa conferência de imprensa conjunta na Casa Branca.

Os dois dirigentes sublinharam que preferem uma solução diplomática mas avisaram que avançam para sanções económicas se as presidenciais da Ucrânia de 25 de maio forem perturbadas.

Barack Obama disse que o objetivo não é punir a Rússia, mas motivá-la a escolher o melhor caminho, ou seja, resolver os problemas de forma diplomática.

A chanceler alemã e o presidente norte-americano manifestaram-se preocupados com os observadores da OSCE que estão nas mãos dos separatistas pro-russos há uma semana. Obama falou em “detenção escandalosa e imperdoável” e apelou a Rússia para fazer com que sejam libertados. Merkel relembrou que entre eles há quatro alemães.

Obama e Merkel reafirmaram, ainda, a vontade em avançar com a Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento, sublinhando que este acordo poderá contribuir para reduzir a dependência energética da União Europeia face à Rússia.

Stefan Grobe, o correspondente da euronews, constata que a visita serviu para mostrar a determinação da Alemanha e dos Estados Unidos para trabalharem mais juntos no que toca à Ucrânia, à Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento e à vigilância. “Desafios significativos tendo em conta os problemas recentes”, conclui.