Última hora

Última hora

África do Sul: ANC à beira de mais uma maioria absoluta

Em leitura:

África do Sul: ANC à beira de mais uma maioria absoluta

Tamanho do texto Aa Aa

A três dias da eleição legislativa na África do Sul, o ANC – que governa o país há 20 anos – conseguiu reunir cerca de cem mil apoiantes no estádio de Soccer City, no Soweto.

A festa fez-se com a ajuda do ainda presidente, Jacob Zuma, que se prepara para um segundo mandato, apesar dos escandâlos e acusações de corrupção.

As sondagens apontam para uma nova vitória do Congresso Nacional Africano, que detém mais de 60% das intenções de voto.

O partido prometeu dar prioridade ao desenvolvimento económico e implementar novas medidas de discriminação positiva para a população negra.

A principal força opositora ao ANC será a Aliança Democrática, liderada por Helen Zille, de 63 anos, vista pela maioria do eleitorado como a líder do partido dos brancos.

Na corrida está também o Movimento dos Combatentes pela Liberdade Económica, liderado por um dissidente do ANC, Julius Malema. Esta força política promete a redistribuição das riquezas do país pelos mais necessitados.

As sondagens dão-lhe 4 a 5% das intenções de voto.

Uma vez eleita, compete à Assembleia Nacional escolher o presidente do país. As previsões indicam uma maioria absoluta para o ANC e a recondução de Jacob Zuma.