Última hora

Última hora

Coreia do Sul: Park Geun-Hye visita familiares das vítimas do naufrágio do Sewol

Em leitura:

Coreia do Sul: Park Geun-Hye visita familiares das vítimas do naufrágio do Sewol

Tamanho do texto Aa Aa

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, encontrou-se este domingo com familiares das vítimas ainda desaparecidas do naufrágio do navio Sewol.

Foi há 20 dias que o navio naufragou com 476 passageiros a bordo, na maioria jovens estudantes. 174 pessoas sobreviveram; já foram recuperados os corpos de 244 e 58 continuam desaparecidas.

As famílias aguardam no porto de Jindo os resultados das buscas, que se revelam cada vez mais difíceis.

O navio era dirigido por um comandante substituto. O comandante titular da embaracação disse aos investigadores que tinha chamado a atenção da empresa para a instabilidade provocada no barco após as obras em que foram acrescentadas cabines de passageiros nas terceira, quarta e quinta pontes do navio.

A presidente prometeu que todos os responsáveis pelo acidente serão severamente punidos e pediu desculpas por ter sido incapaz de evitar os disfuncionamentos que estiveram na origem da tragédia.

Os media sul-coreanos falam nomeadamente de corrupção de funcionários e insuficiência de normas de segurança.

Desde a tragédia, mais de 320 mil pessoas passaram pelo memorial às vítimas, próximo do liceu onde estudavam 280 dos adolescentes mortos ou desaparecidos.