Última hora

Última hora

Cartoonista egípcia Doaa Eladl vence prémio "Cartoon para a paz"

Em leitura:

Cartoonista egípcia Doaa Eladl vence prémio "Cartoon para a paz"

Tamanho do texto Aa Aa

A desenhadora egípcia Doaa Eladl e o artista sírio Hani Abbas foram os grandes vencedores do prémio da Fundação “Cartoon para a paz”.

“O prémio ‘Cartoon para a paz’ distingue os que usam a voz e o talento para defender a paz e a tolerância usando uma linguagem universal com imagens que informam, educam e celebram a nossa humanidade comum”, sublinhou Kofi Annan, antigo secretário-geral da ONU e presidente da fundação suíça sedeada em Genebra.

Doaa Eladl é conhecida pelos desenhos políticos e a favor dos direitos das mulheres. Alguns dos trabalhos da cartoonista egípcia foram classificados pelas autoridades religiosas como blasfematórios.

O artista sírio Hani Abbas tem criticado o regime de Bashar al Assad através do cartoon. Foi detido e ameaçado várias vezes e pediu asilo político à Suíça.

“Este prémio não é apenas para a minha pessoa, para Hani Abbas, mas é para todos os que expressam as suas opiniões, é para todos os jornalistas e intelectuais na Síria que enfrentam grandes perigos porque desenham, falam e se exprimem livremente”, disse Hani Abbas.

A entrega dos prémios coincidiu com a inauguração de uma exposição sobre o tema da guerra. O evento reúne 100 cartoons de desenhadores de todo o mundo.

“Tentamos mostrar que estamos diante de resistentes que nos ajudam a compreender o sentido da palavra resistência. São desenhadores e desenhadoras que são hoje caricaturistas-soldados da democracia, ou sejam batem-se contra diferentes poderes, o poder do chefe de redação, o poder político e o poder religioso”, disse Plantu, cartoonista político do jornal francês ‘Le Monde.

A exposição pode ser visitada até 3 de junho em Genebra e segue depois para Sarajevo.