Última hora

Última hora

Nigéria: Extremistas do Boko Haram reivindicam sequestro de estudantes

Em leitura:

Nigéria: Extremistas do Boko Haram reivindicam sequestro de estudantes

Tamanho do texto Aa Aa

Na Nigéria, o grupo extremista islâmico Boko Haram revindicou o sequestro das mais de 200 jovens, desaparecidas há três semanas.
O líder da milícia, Abubakar Shekau, num vídeo de 57 minutos a que a agência France Press teve acesso, garante que as adolescentes vão ser tratadas como “escravas, vendidas por 12 dólares cada e casadas à força”.

As 266 estudantes foram sequestradas da escola em Chibok (nordeste), no estado de Borno. De acordo com as autoridades, 53 raparigas conseguiram fugir, mas 223 continuam em cativeiro.

Entretanto, as famílias das jovens têm contestado a atuação das autoridades neste caso e depois de uma manifestação este domingo, a líder do protesto foi detida pela polícia, acusada de não ser mãe de nenhuma das adolescentes.

O presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, este domingo, deixou um alerta num programa de televisão: “pedimos o máximo de cooperação por parte dos tutores e pais das jovens porque até agora não foram dadas informações suficientes à polícia que possam ajudar a resgatá-las”.

Além disso, o Goodluck Jonathan admitiu que desconhece o paradeiro das jovens mas garantiu que “tudo deve ser feito salvar as estudantes das mãos dos extremistas”.