Última hora

Última hora

Ucrânia: Presidente interino responsabiliza polícia pela instabilidade no país

Em leitura:

Ucrânia: Presidente interino responsabiliza polícia pela instabilidade no país

Tamanho do texto Aa Aa

Em Udessa, na Ucrânia, a situação continua tensa, depois da polícia ter libertado dezenas de separatistas pró-russos, detidos após os incidentes da última sexta-feira. Na noite de domingo, centenas de manifestantes nacionalistas ucranianos protestaram em frente à esquadra de polícia da cidade: acusam as autoridades de ceder à pressão os ativistas pró-russos. Recorde-se que na sexta-feira 40 pessoas morreram num incêndio. A maioria das vítimas eram separatistas.

O presidente interino do país, em entrevista dada este domingo, culpou as forças de segurança pela instabilidade que se vive em algumas cidades da Ucrânia. Oleksander Turchinov disse mesmo que “nos últimos 20 anos a polícia tem sido treinada para fazer coisas diferentes do que deviam: proteger quem estava no poder e controlar os negócios. Agora é incapaz de fazer o que lhe compete: proteger os cidadãos. Este é um problema grave. Além disso, muitos polícias são apoiantes de grupos separatistas.”

Entretanto, o governo interino de Kiev continua a tentar impedir mais movimentos dos ativistas pro-russos no sudeste do país e quer mesmo evitar que se realize o referendo sobre a independência da regiao de Donetsk, convocado para 11 de maio.