Última hora

Última hora

A paixão de Kevin Spacey pelo teatro

Em leitura:

A paixão de Kevin Spacey pelo teatro

Tamanho do texto Aa Aa

Noite após noite, em várias cidades, Kevin Spacey subiu ao palco na pele de Ricardo III, personagem central do drama histórico de William Shakespeare, numa encenação de Sam Mendes.

O documentário “Now in the wings on a world stage” de Jeremy Whelehan revela toda a paixão de Kevin Spacey pelo trabalho de ator de teatro.

O artista norte-americano duas vezes premiado com um Óscar dirige uma companhia em Londres há dez anos.

“Nos últimos dez anos, como tive sucesso no cinema e depois fui para Londres para começar uma companhia de teatro, muita gente olhou para mim admirada, porque não entendia porque razão eu queria dirigir uma companhia de teatro durante dez anos. Diziam-me: O teatro é aborrecido não é? Porque não continuar a fazer filmes e a ganhar dinheiro? Fiz o filme para responder a essas perguntas”, disse o ator de 54 anos.

Para Kevin Spacey, o teatro mais do que o cinema é o meio por excelência de expressão dos atores.

“Em primeiro lugar, o teatro é o média dos atores enquanto o cinema é o média dos realizadores e dos editores de imagem. No cinema ou na televisão não controlamos o nosso desempenho”, disse Spacey.

“Mesmo que eu seja muito bom num filme ou numa série televisiva, não posso fazer melhor, porque as coisas ficam geladas. No teatro, podemos melhorar na noite seguinte ou em duas semanas posso fazer melhor do que na véspera”, acrescentou o ator.

O documentário chegou às salas de cinema dos Estados Unidos e do Canadá e estreia no Reino Unido a 9 de junho.