Última hora

Última hora

OCDE baixa previsões económicas para 2014

Em leitura:

OCDE baixa previsões económicas para 2014

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) baixou as previsões de crescimento da economia mundial. Espera um crescimento de 3,4% este ano, menos duas décimas do que em novembro.

A retoma é impulsionada pelos países desenvolvidos, mas penalizada por vários fatores, a começar pela desaceleração das economias emergentes. Angel Gurria, secretário-geral da organização, explica: “Ainda vivemos com os efeitos da crise e isso é um problema. O que vemos é uma melhoria dos números, mas os riscos mantém-se, ainda há um baixo crescimento e os números do desemprego ainda são muito elevados”.

A OCDE subiu as previsões para a Zona Euro e para o Reino Unido (de 2,4% para 3,2%), mas baixou para os Estados Unidos, China e Rússia.

No caso da Zona euro, o número subiu duas décimas para 1,2% este ano.

À excepção dos Estados Unidos, a OCDE aconselha os bancos centrais a manterem as políticas de estímulos. No caso do BCE, a instituição defende um corte na taxa de juro de referência para zero.

Para Portugal, a OCDE evoca um crescimento de 1,1% este ano, menos do que previsto pelo governo e pela “troika”, e afirma que a dívida pública vai continuar a subir, pelo menos, até 2015.