Última hora

Última hora

Realizador de "X-Men" acusado de abusos sexuais

Em leitura:

Realizador de "X-Men" acusado de abusos sexuais

Tamanho do texto Aa Aa

Bryan Singer, realizador da saga “X-Men” é acusado de abusar sexualmente de um britânico, que na altura do alegado crime teria 17 anos.
O jovem que quis manter o anonimato é o segundo, em pouco mais de uma semana, a apresentar queixas contra Singer. De acordo com o advogado de ambas as alegadas vítimas, neste último caso, o realizador terá começado a ter contacto com o adolescente quando este ainda tinha 14 anos. Contactos pela internet, em que o cineasta pediria ao jovem fotografias sem roupa.

Os abusos sexuais terão ocorrido num quarto de hotel em Londres, durante a festa de apresentação do filme “Super-Homem, o Regresso”, realizado também por Singer. O advogado das vítimas Jeff Herman explica que “com a desculpa de mostrar algumas coisas do “Super-Homem”, Bryan Singer e Gary Goddard levaram este jovem de 17 anos para o quarto, tentaram ter contactos sexuais, mas ele resistiu, disse não, estava desconfortável. Gary Goddard saiu do quarto e voltou com um homem muito musculado. Amarraram o meu cliente, começaram a tirar-lhe a roupa.”

No final de abril Michel Egan, de 31 anos, acusou Bryan Singer de o ter obrigado a manter relações sexuais durante festas no Havai e na Califórnia, no final da década de 90, quando a alegada vítima ainda era menor.

O realizador tem negado todas as acusações. Estes escândalos acontecem a poucas semanas da estreia de um novo filme da saga “X-Men”.