Última hora

Última hora

Alibaba lança OPI em Nova Iorque

Em leitura:

Alibaba lança OPI em Nova Iorque

Tamanho do texto Aa Aa

A Alibaba lança-se à conquista da bolsa de Nova Iorque. O gigante chinês de comércio online lançou o processo da Oferta Pública Inicial (OPI), que poderá ser a maior a maior entrada de sempre na bolsa nos Estados Unidos.

Ainda não se sabe quantas ações nem o preço, mas estima-se que a OPI possa superar o recorde de 16 milhões de dólares do Facebook em 2012.

O valor bolsista do grupo chinês poderá ascender a 200 mil milhões de dólares. Sam Hamadeh, analista, explica porquê tanto entusiasmo: “Corresponde, essencialmente, ao Google da China. Ao Groupon da China. À Amazon.com da China, ao eBay da China e ao PayPal da China. Se imaginar uma empresa, que reúne tudo e todos, na economia que mais cresce no mundo, é o Alibaba. É por isso que é tão importante “.

Alibaba realizou no ano passado receitas equivalentes a 4,7 mil milhões de euros, muito menos do que a Amazon (53,6 mil milhões) ou o eBay (11,5 mil milhões). Mas o gigante chinês tem 231 milhões de utilizadores ativos, mais do que eBay e quase tanto como a Amazon, e possui 20 mil funcionários, menos do que o eBay.

Em 15 anos, Alibaba controla 80% do comércio online na China, um setor em forte progressão. O grupo diversificou-se, mas são as três plataformas de venda que originam a grande maioria das receitas.

Não se sabe se Alibaba vai ficar cotado no New York Stock Exchange ou no Nasdaq, mas a imagem da bolsa tecnológica ficou debilitada pelos problemas com a OPI do Facebook.

Uma parte do dinheiro obtido na bolsa pelo Alibaba vai terminar nos cofres da Yahoo. O gigante tecnológico norte-americano detém 22,6% do capital, que comprou em 2005 por mil milhões de dólares. Na OPI vai vender uma parte. Já o SoftBank, o outro grande acionista, exclui vender os seus 34,4%.