Última hora

Última hora

Eleições Europeias: Schulz faz campanha contra populismo

Em leitura:

Eleições Europeias: Schulz faz campanha contra populismo

Tamanho do texto Aa Aa

Martin Schulz atacou, o que chamou de forças populistas na conferência de imprensa de apresentação do programa eleitoral em Bruxelas. O candidato dos socialistas europeus garante que quer defender o ideal europeu dos movimentos que pretendem repor as fronteiras nacionais e conseguem eleger “cabeças rapadas” como vice-presidentes de parlamentos, numa referência implícita à eleição de Tamás Sneider, na Hungria.

Martin Schulz considera que se tratou de“um processo democrático, teve a maioria, mas não sou obrigado a concordar que um antigo líder dos “cabeças rapadas” seja agora vice presidente de um parlamento democrático da União Europeia. A ideologia de uma pessoa com essa não deve tornar-se no pensamento oficial de instituições na União Europeia”.

O alemão, até agora presidente do Parlamento Europeu, defende ainda que a União Europeia, para lutar contra o populismo, deve recuperar a confiança dos cidadãos. Shulz acredita que “quando virem Bruxelas a tomar ações concretas, a favor da criação de emprego, contra as dificuldades de todos no dia-a-dia e não apenas medidas a nível nacional, vão voltar a dar-nos crédito, a confiar e nessa altura este populismo estará acabado”.

Martin Schulz chamou ainda atenção para o que se passa também na Alemanha, onde um partido anti-euro, considerado com ideologia nazi, têm probabilidades de chegar ao Parlamento Europeu.