Última hora

Última hora

Preso presidente da empresa do ferry naufragado na Coreia do Sul

Em leitura:

Preso presidente da empresa do ferry naufragado na Coreia do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Rosto da negligência para a opinião pública, o presidente do conselho de administração da companhia de navegação Chonghaejin Marinha Co, proprietária do “ferry” que naufagrou na Coreia do Sul, na manhã de 16 de abril, foi preso.

O porta-voz do discurso do arrependimento e desolação deverá agora alvo de várias acusações, como as de homicídio involuntário, pela morte de mais de 300 pessoas, e de violação do direito marítimo.

“Peço desculpas às vítimas e respetivas famílias. Cometi um pecado grave”, disse Kim Han- Sik, o presidente da empresa.

De acordo com especialistas, Kim terá ignorado a sobrecarga da embarcação, transportando o triplo do peso permitido.

Ao que tudo indica foram também ilegalmente instaladas várias cabines em 2012 ,o que poderá ter desestabilizado o equilíbrio do ferry.

Outros 15 elementos da tripulação encontram-se detidos, numa altura em que as buscas caminham para o fim. De acordo com as autoridades sul-coreanas as operações poderão terminar já esta sexta-feira.