Última hora

Última hora

Turquia: A ira de Tayyip Erdogan

Em leitura:

Turquia: A ira de Tayyip Erdogan

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, o que começou por ser um aperto de mão aparentemente amigável entre o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan e o presidente da União das Ordens dos Advogados, Metin Feyzioglu, acabou por degenerar num conflito verbal aberto entre ambos.

Durante a cerimónia de celebração do aniversário do Conselho de Estado, em que estava presente o Presidente da República, Abdullah Gül, o Primeiro-ministro reagiu violentamente ao discurso de Metin Feyzioglu que o criticava pelo “autoritarismo crescente” e pela forma como liderava o país.

Irritado e em pé, Erdogan replicou que o advogado estava a ser insolente e mentiroso e que não tinha respeito.

Seguido pelas câmaras de televisão e perante o olhar atónito dos presentes, Recep Tayyip Erdogan e a sua comitiva abandonaram a sala.