Última hora

Última hora

Ucrânia: Subsiste clima de tensão em Mariupol

Em leitura:

Ucrânia: Subsiste clima de tensão em Mariupol

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Mariupol continua envolta numa clima de tensão após os violentos confrontos de sexta-feira entre elementos do exército ucraniano e separatistas.

Pela segunda vez, desde então, registou-se um incêndio no edifício da Câmara Municipal, desconhecendo-se as causas.

O Ministério do Interior ucraniano avançou oficialmente com um balanço de 20 separatistas mortos nos confrontos, mas fontes hospitalares referem sete vítimas mortais.
Entre elas está Viktor Sayenko, chefe da polícia de trânsito local, cujo funeral foi realizado este domingo nos arredores da cidade.
Cerca de 400 pessoas assistiram à cerimónia.

“Na verdade não sei quem disparou os tiros que o mataram. É ao governo que compete apurar a responsabilidade. Ambos os lados são responsáveis pela morte de pessoas. Os políticos são os culpados”, disse um dos presentes.

“No final da cerimónia fúnebre o padre disse que só no além se descobrirá a verdade sobre esta morte. O que é certo, é que muitas pessoas em Mariupol pensam saber já a verdade e, de facto, muitas dessas pessoas que não eram particularmente anti-ucranianas, parecem ter decidido passar para o outro lado nas últimas horas por causa do sangue derramado na sexta-feira passada”, sublinhou Sergio Cantone, da Euronews, em Mariupol.