Última hora

Última hora

Dirigente regional do Partido Popular espanhol morta a tiro

Em leitura:

Dirigente regional do Partido Popular espanhol morta a tiro

Tamanho do texto Aa Aa

A presidente da Assembleia Regional de Leão, no norte de Espanha, foi morta a tiro. Isabel Carrasco, de 59 anos, dirigente regional do Partido Popular, no poder, foi atingida com vários tiros na rua, em plena cidade de Leão, perto da casa onde vivia.

O crime está, ainda, a ser investigado. Fonte do Ministério do Interior espanhol admite poder tratar-se de uma vingança pessoal.

A alegada autora do crime já foi detida. A polícia deteve, ainda, a filha da agressora que terá sido despedida há poucos dias da Assembleia Regional.

Testemunhas confirmam ter visto uma mulher disparar contra a presidente do PP na província de Leão, por volta das 17h00, hora local.

O Partido Popular e a oposição decidiram, entretanto, interromper as ações de campanha para as eleições europeias.