Última hora

Última hora

Nigéria rejeita proposta dos extremistas do Boko Haram

Em leitura:

Nigéria rejeita proposta dos extremistas do Boko Haram

Tamanho do texto Aa Aa

A Nigéria recusa negociar com os radicais do Boko Haram.

Os extremistas divulgaram, esta segunda-feira, um novo vídeo com dezenas de jovens raptadas há cerca de um mês no nordeste do país.

O líder dos extremistas propôs libertar as mais de 200 raparigas – que afirma terem sido convertidas ao islão – em troca dos militantes do grupo detidos na Nigéria.

O ministro do Interior já fez saber que não cabe ao Boko Haram impor condições e fechou a porta a qualquer acordo.

O chefe de Estado que, ainda, não se reuniu com as famílias das jovens sequestradas continua a ser fortemente contestado.

Nas ruas, a população mantém a pressão sobre o poder político.

“As raparigas têm de ser resgatadas o quanto antes, enquanto estão vivas. É esta a razão do protesto. Nos próximos 14 dias vai haver manifestações em todo o país e se até lá nada foi feito vamos protestar em Chibok seminuas” refere a ativista Joei Odumakin.

Em meados de abril, os extremistas raptaram 276 raparigas e mais 11 no início de maio no nordeste do país. 53 conseguiram fugir, mais de duzentas continuam em cativeiro.