Última hora

Última hora

Novo partido grego em terceiro, nas sondagens

Em leitura:

Novo partido grego em terceiro, nas sondagens

Tamanho do texto Aa Aa

Um novo partido grego, apresentado publicamente há um mês, aparece numa surpreendente terceira posição, nas sondagens para as eleições europeias.

A cara visivel da nova força política é o ex-jornalista de televisão, Stravos Theodorakis que abandonou a profissão, para se dedicar integralmente, à política.

Recusa alinhamento à esquerda, ou à direita. Diz apenas que quer cativar os desencantados:

“As pessoas na Grécia queriam mudar, se olharmos para as sondagens, antes do aparecimento do Partido Potami, o primeiro partido não era a Nova Democracia, nem o Syriza. Não era ninguém. Quarenta por cento da população estava a dizer que não havia ninguém em quem votar. Então, é lógico que houve uma atração para o Partido Potami”.

Os seus putativos eleitores vêm dos dois lados do expetro político.

Não colam cartazes, nem fazem comícios.A sua campanha é veiculada, exclusivamente, através da internet.

O Syriza não parece muito preocupado, com o novo concorrente.

Diz até que o aparecimento de novos pontos de vista pode ajudar a salvar a ideia de uma Europa solidária:

“Agora, mais do que nunca, as pessoas perderam a impressão de que a União Europeia é um sistema que pode proporcionar prosperidade a todos. Hoje, a Europa é vista como uma ameaça que cria insegurança. E a questão é saber, como podemos mudar essa impressão. A única maneira é apresentando diferentes pontos de vistas.”

Num país onde o partido mais votado não passa dos 25 por cento, há espaço para o aparecimento de novas forças políticas.

Mas o parlamento fica mais dividido e a formação de maiorias torna-se mais difícil.