Última hora

Última hora

The Corner: Manchester City já fez a festa que ninguém parece querer fazer em Espanha

Em leitura:

The Corner: Manchester City já fez a festa que ninguém parece querer fazer em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

O fim de semana no futebol europeu ficou marcado pela festa do Manchester City em Inglaterra. A equipa de Manuel Pellegrini confirmou o favoritismo na última jornada e assegurou o quarto título para o seu palmarés.

Um empate com o West Ham teria sido suficiente mas os novos campeões não quiseram deixar nada ao acaso e impuseram-se aos londrinos por 2-0. Terminaram a temporada com o melhor ataque, 102 golos marcados.

Os citizens festejaram, o técnico chileno também. Conquistou o segundo título desde que chegou à Europa, depois do triunfo na Taça da Liga em março.

O Liverpool nunca baixou os braços mas continua em busca de um título que não vence desde 1990. Esteve mais perto que nunca mas deitou tudo a perder nas últimas semanas. A derrota em Anfield com o Chelsea revelou-se decisiva e os reds tiveram de se contentar com a segunda posição.

Os londrinos terminaram no terceiro posto, num campeonato onde dominaram nos jogos grandes e desiludiram em casa frente aos mais pequenos. Para Mourinho, no entanto, este ano sem títulos não é motivo para preocupações, não passa de um período de transição.

O Arsenal foi a equipa que mais tempo esteve na frente mas caiu até ao quarto posto. Pior esteve o Manchester United, sétimo classificado e de fora das competições europeias pela primeira vez em 25 anos.

Em Espanha, ninguém quer ser campeão

Também em Espanha o campeão será decidido na última jornada. Dos três candidatos ao título, nenhum conseguiu vencer nos últimos dois jogos.

O Atlético podia ter feito já a festa, 18 anos depois do último título espanhol, mas não foi além de um empate em casa frente ao Málaga.

Os colchoneros jogam o tudo ou nada no território do inimigo, sábado no Camp Nou, um empate será suficiente.

Já o Barcelona tem uma oportunidade de ouro para revalidar o título perante os seus adeptos e evitar terminar a época de mãos a abanar. Também tropeçou este fim de semana ao não ir além de um nulo em Elche.

Os catalães terão de fazer melhor no sábado para poderem salvar uma temporada desapontante.

Fora da luta está o Real Madrid. Os merengues foram derrotados em Vigo, ficaram matematicamente arredados do título e da possibilidade de vencer as três competições da temporada. O mais provável era estarem já com a cabeça na final de Lisboa e na conquista do décimo título europeu.

Arrivederci Capitan

Em San Siro os adeptos do Inter despediram-se do capitão. Javier Zanetti disse adeus aos relvados aos 40 anos, dos quais 19 com a camisola nerazzurra.

Terminou a carreira com uma goleada frente à Lazio, mas o jogo ficará marcado pelas lágrimas dos tifosi nas bancadas do Giuseppe Meazza.

Respeitado inclusivamente pelos adversários pela sua humildade, desportivismo e fair-play, Zanetti deverá passar de capitão a vice-presidente do Inter.