Última hora

Última hora

Corpos de mineiros em armazéns de frio

Em leitura:

Corpos de mineiros em armazéns de frio

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do desastre na mina em Soma, todos os olhos do mundo e da Turquia estão nesta área, onde está o correspondente da euronews, Bayraktar Bora.

- Bora, estiveste na área do acidente, todo o dia. Vimos, nas imagens, que estão lá muitas famílias, à espera de notícias, querem saber o que aconteceu com os seus familiares. O que é que observaste, no local?

- Estamos perante o pior acidente mineiro, na história da Turquia moderna. Logo após a notícia do acidente, famílias e amigos correram para aqui, para saberem qualquer coisa, sobre o destino dos seus entes queridos. As pessoas choram e gritam, de cada vez que vêem um cadáver a ser retirado. Cada cadáver que é retirado faz subir a tensão, a angústia e a tristeza. Até agora, não ouvimos qualquer boa notícia, vinda da mina. Infelizmente.

- Sabemos que, por causa do elevado número de vítimas, não há lugar nas morgues e os corpos estão a ser levados para os armazéns/frigoríficos, de frutas e legumes. É aí que vão identificar os corpos?

- O que aconteceu lá foi a morte imediata de muita gente. Muitos mineiros morreram, porque inalaram monóxido de carbono, numa fórmula muito densa. Um socorrista disse que, após os incidentes, os mineiros correram para as saídas. Quando fugiam, respiraram o ar tóxico, morreram imediatamente, porque o sistema de portões entrou em colapso. É por isso que está a demorar muito tempo, a retirada dos corpos. É difícil abrir as portas e entrar. Os corpos são retirados, um por um, e levados para os hospitais. Claro que não há lugar nos hospitais, as morgues estão cheias. E, infelizmente, alguns corpos são guardados em armazéns/frigoríficos, de frutas e verduras. Há muitos rostos deformados e por isso é difícil identificá-los. Os parentes estão no local, para os identificar. Existem muito poucos mineiros, mortos pelas explosões. E a esses vão fazer testes de ADN, para os identificar.

- Após este tempo qual é a possibilidade de encontrar ainda mineiros com vida?

- Isso é muito improvável, porque já passou muito tempo. Cada segundo que passa reduz essa possibilidade. As equipas de socorro disseram-nos que na parte mais baixa da mina existe ainda muito gás, disperso por uma área muito grande. É por isso que eles não estão muito esperançados em encontrar vivos. Seria um milagre, ter boas notícias da mina.