Última hora

Última hora

Milícias fizeram ultimato ao exército ucraniano

Em leitura:

Milícias fizeram ultimato ao exército ucraniano

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão nas regiões separatistas da Ucrânia.

Os rebeldes deram um prazo ao exército ucraniano, para retirar todos os seus efectivos da zona, até ao princípio da noite desta quinta-feira.

O controle das milícias está cada vez mais apertado, sobretudo, nas entradas da cidade de Donetsk.

Há indícicos de que a situação se agrave, a qualquer momento.

As milícias estão a ocupar posições estratégicas, nas principais cidades.

Esta quarta-feira, continuou a remoção de símbolos ucranianos, de alguns edifícios públicos.

Aconteceu, por exemplo, na Câmara Municipal de Makeyevka, cidade próxima de Donetsk.

Em Kiev, o presidente interino também entra na guerra das palavras.

Olexandr Turchynov, perante os deputados, anunciou vitórias militares:

“Uma base militar dos terroristas, escondida, perto de Kramatorsk, foi completamente destruída, na noite passada, como parte da operação de combate ao terrorismo”.

Entretanto, uma sondagem diz que nas regiões rebeldes apenas um terço dos eleitores está na disposição de votar, nas eleições de 25 de Maio.

Eleições que vão precisar de uma segunda volta, para saber quem será o futuro presidente da Ucrânia.

Petro Porochenko, o rei do chocolate, lidera folgamente as medições de voto.