Última hora

Última hora

Turquia vai rever legislação para travar acidentes em minas

Em leitura:

Turquia vai rever legislação para travar acidentes em minas

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de Estado da Turquia promete fazer todos os esforços para evitar que acidentes como o desta terça-feira se voltem a repetir.

Abdullah Gul deslocou-se, hoje, a Soma, palco da maior catástrofe mineira do país onde apelou à unidade da população para ultrapassar este momento difícil.

Os habitantes pediram ajuda ao presidente turco para resgatar os trabalhadores que continuam retidos no interior da mina de carvão. De acordo com o último balanço o acidente provocou pelo menos 282 mortos.

“Tal como nos países desenvolvidos, a Turquia deve minimizar este tipo de desastres ou, simplesmente, fazer com que deixem de acontecer. Temos de rever as nossa legislação e regulamentos e tomar medidas para evitar que ocorram no futuro” refere o presidente turco.

As medidas de segurança foram reforçadas para receber Abdullah Gul um dia depois da visita do primeiro-ministro. Uma recepção marcada por palavras de ordem contra Recep Tayyip Erdogan.

O discurso do chefe de governo inflamou os ânimos da população e a visita acabou terminar mais cedo que o previsto.

Um fotografo captou o momento em que um conselheiro do chefe de governo turco agrediu mesmo um dos habitantes.

As condições de trabalho nas minas da Turquia voltaram à ordem do dia. Esta quinta-feira, o país está em greve e há registo de várias manifestações que já provocaram confrontos com as forças da ordem.