Última hora

Última hora

Eurodeputado húngaro acusado de espionagem

Em leitura:

Eurodeputado húngaro acusado de espionagem

Tamanho do texto Aa Aa

Um eurodeputado húngaro do partido de extrema-direita Jobbik é suspeito de espionagem a favor da Rússia.

O procurador-geral da Hungria pediu que fosse levantada a imunidade parlamentar a Béla Kovács. Embora as acusações não tenham sido confirmadas, um jornal diz que as investigações se referem a uma alegada espionagem a favor dos russos.

Kovács nega tudo: “Rejeito as alegações segundo as quais a Aliança de Movimentos Nacionais Europeus está sob influência russa ou recebe financiamento por parte da Rússia”.

A pena de prisão pedida pela procuradoria coincide com a que, no código penal húngaro é pedida por espionagem: “O gabinete do procurador-geral está a investigar um crime grave, mas essa investigação é confidencial, por isso não posso revelar de que crime se trata. Só posso dizer que a lei prevê uma pena de dois a oito anos de prisão”, explica Géza Fazekas, porta-voz da procuradoria.

A ligação de Kovács à Rússia é conhecida e os rumores de espionagem são já antigos.

Embora a informação não tenha ainda sido confirmada oficialmente, segundo o diário Magyar Nemzet o gabinete para a proteção da constituição e os serviços secretos terão denunciado Béla Kovács. Reportagem da correspondente da euronews em Budapeste, Andrea Hajagos.