Última hora

Última hora

Europa luta para se recompôr, Estados Unidos viram-se para o vinho

Em leitura:

Europa luta para se recompôr, Estados Unidos viram-se para o vinho

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha avança, a França fica no sítio, a Itália recua. Os dados relativos aos respetivos PIB, durante o primeiro trimestre, evidenciam o quão fragmentada é a recuperação da zona euro. O crescimento no seio do eurogrupo situou-se nos 0,2%, tal como aconteceu no final do ano transato.

Um abrandamento que continua a estar associado à crise. Segundo vários organismos internacionais, a economia global ainda não está numa zona segura. Um dos maiores riscos, neste momento, é a baixa inflação na zona euro – 0,7%, no passado mês de abril.

Outro legado é a elevada taxa de desemprego. Um estudo recente revelou que, apesar da recuperação, muitas pequenas e médias empresas não podem contratar mais pessoal porque as dívidas aumentaram.

Por último, analisamos as mudanças que se estão a suceder no setor vinícola: os Estados Unidos destronaram a França e assumiram o título de maior mercado mundial de vinho.