Última hora

Última hora

EUA: 1.ª Acusação de ciberespionagem contra militares chineses

Em leitura:

EUA: 1.ª Acusação de ciberespionagem contra militares chineses

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos passaram das palavras aos atos na guerra informática em curso. Pela primeira vez, o Departamento de Justiça acusou formalmente cinco militares chineses de ciberespionagem industrial.

A diplomacia de Pequim já denunciou as acusações, afirmando que foram “inventadas” e respondeu ao processo com a suspensão das atividades do grupo de trabalho sino-americano sobre a segurança na internet.

O secretário de Estado norte-americano da Justiça considera que a “dimensão dos segredos e outras informações empresariais roubadas neste caso é significativa e exige uma resposta agressiva”.

“O que é demais é moléstia”, afirmou Eric Holder, garantindo que a administração “não irá tolerar ações de nenhuma nação que procure sabotar ilegalmente companhias americanas e prejudicar a integridade da concorrência leal no funcionamento do mercado livre”.

Alegadamente, os piratas informáticos da Unidade 61398 do Exército Popular de Libertação da China atacaram empresas norte-americanas ligadas aos setores da energia nuclear, energia solar e dos metais. Terão roubado segredos industriais para benefício de empresas estatais chinesas.