Última hora

Última hora

Líbia: Combates em Trípoli e Bengasi

Em leitura:

Líbia: Combates em Trípoli e Bengasi

Tamanho do texto Aa Aa

Homens armados atacaram o Parlamento da Líbia este domingo e terão seguido depois para o aeroporto. A ação na capital terá sido levada a cabo por um grupo armado leal ao general Khalifa Haftar, um militar na reforma que jurou livrar o país das milícias islâmicas, milícias essas que reagiram ao ataque contra a assembleia.Duas pessoas morreram e 55 ficaram feridas. 10 funcionários do parlamento terão sido sequestrados.

O ministro da Justiça, Salah Al-Marghani, condenou o que considera ser a expressão da opinião política através do uso da força e pediu o fim do recurso às armas”.

Quando apresentou as intenções, em fevereiro, o general exigiu “o estabelecimento de um corpo presidencial interino com representantes de todos os partidos e poderes que rejeite o recurso às armas”.

Esta segunda-feira de manhã, Bengasi, a segunda maior cidade da Líbia, voltou a ser palco de confrontos armados.

A cidade já tinha assistido a combates entre o general Haftar e milicias pró-islâmicas na sexta-feira.