Última hora

Última hora

Parlamento da Ucrânia aprova memorando pela paz

Em leitura:

Parlamento da Ucrânia aprova memorando pela paz

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Ucraniano adotou um memorando para pacificar as relações entre as várias comunidades.

O “memorando para a paz e concórdia” tem quatro pontos, o mais importante é o linguístico, que garante o direito ao uso de outras línguas, além do ucraniano, nas áreas povoadas por minorias. Por outras palavras, o texto garante os direitos das comunidades russófonas do leste do país. É uma das medidas com vista à preparação das eleições presidenciais deste domingo.

Mas paz é o que parece ainda faltar na Ucrânia. As tensões entre os defensores do novo governo e os separatistas pró-russos mantém-se.

Lesya perdeu o marido durante os confrontos na praça Maidan em Kiev: “Espero que as eleições avancem e nos deem a possibilidade de escolher a pessoa certa. Se quer que lhe diga, não me interessa quem vai ser presidente, só espero que as pessoas não sejam enganadas como foram no passado”.

Embora o memorando garanta os direitos das outras línguas, o ucraniano continua a ser a única língua oficial, segundo a constituição. O russo fica de fora, o que levou o Partido Comunista da Ucrânia a abster-se de votar. O partido nacionalista Svoboda também se absteve, porque considera este memorando ineficaz.