Última hora

Última hora

A doce esfinge por Kara Walker

Em leitura:

A doce esfinge por Kara Walker

Tamanho do texto Aa Aa

Kara Walker, artista contemporânea afro-americana, apresenta o seu mais recente projeto numa antiga fábrica de açúcar, em Brooklyn, Nova Iorque.

A figura central da exposição é a recriação de uma esfinge, feita de esferovite e revestida com cerca de 40 toneladas de açúcar.

Conhecida pelo seu trabalho bidimensional, esta é a primeira escultura, e a peça com maiores dimensões, alguma vez feita pela artista.

“Comecei com uma espécie de esfinge egípcia, tradicional, que se transformou em grega, greco-romana, a esfinge que guarda os portões de Tebas e devora quem não a entender. Pareço eu, em espírito”, explica Kara Walker.

A obra foi encomendada pela Creative Time, uma organização sem fins lucrativos. O mote foi a criação de uma peça de arte para um edifício antes de este ser demolido.

Museu Pergamon encerra parcialmente para obras

O Museu Pergamon, um dos mais famosos de Berlim, vai estar, parcialmente, encerrado durante cinco anos para trabalhos de renovação, a partir de 29 de setembro.

O museu foi construído de raiz para albergar o imponente “Altar de Pérgamo”, um templo grego, do século II antes de Cristo, dedicado a Zeus, descoberto por uma expedição arqueológica alemã, no século XIX.

Este não é o único museu que vai encerrar para obras em Berlim e, neste caso, tudo foi pensado ao pormenor, como explica o diretor do museu, Andreas Scholl:

“Vamos fazer alterações técnicas, melhorar as luzes e colocar um novo e mais eficaz sistema de ar condicionado, vamos também restaurar a cor original das paredes.”

Parte do espólio da instituição continuará a poder ser visitada numa área que não será requalificada, outras peças serão emprestadas a museus de todo o mundo.

Com mais de um milhão de visitantes por ano, o Pergamon passou já por outros processos de recuperação, desde a reunificação da Alemanha. Espera-se que reabra em 2019.