Última hora

Última hora

Assembleia-geral do Deutsche Bank marcada pela contestação

Em leitura:

Assembleia-geral do Deutsche Bank marcada pela contestação

Tamanho do texto Aa Aa

A assembleia-geral do Deutsche Bank desta quinta-feira foi marcada pela contestação ao aumento de capital de 8 mil milhões de euros.

Os accionistas manifestaram o seu desagrado face à estratégia do banco, após um declínio de 24 por cento no preço das ações do Deutsche Bank, desde janeiro.

Klaus Nieding, presidente de uma associação de acionistas, fez eco às críticas que têm pronunciadas contra a decisão recente do aumento de capital:
“Vemos, assim, que o banco não consegue alcançar os requesitos de capital previstos com a sua actividade diária. Precisa do mercados de capitais, de investidores do exterior. Isto conduzirá a uma diluição importante das quotas para os acionistas que não participam no aumento de capital”

O Deutsche Bank informou esta quinta-feira os acionistas da dimensão dos seus problemas legais e regulamentares. Segundo o diretor financeiro do banco, Stefan Krause, o Deutsche Bank enfrenta cerca de mil grandes ações judiciais.

Stefan Krause explicou que o Deutsche Bank pagou, em 2013, cerca de 350 milhões de euros em honorários de consultoria jurídica, num esforço para se libertar das investigações e processos judiciais que se seguiram à crise financeira.