Última hora

Última hora

Eleições Europeias: Surpresa na Holanda

Em leitura:

Eleições Europeias: Surpresa na Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

As eleições para o Parlamento Europeu arrancaram quinta-feira com os sufrágios na Holanda e no Reino Unido.

Na Holanda, uma sondagem à boca das urnas realizada pelo instituto Ipsos e divulgada pela televisão pública, apontava uma derrota clara do Partido da Liberdade liderado pelo eurocético Geert Wilders, que obterá 12,2% dos votos.

“A situação neste momento é que caímos de cinco assentos para três. Espero contudo que no domingo, com os resultados finais, possamos conquistar ainda um quarto lugar e acabar como há cinco anos, com quatro lugares”, disse Wilders.

Segundo as mesmas sondagens, os centristas com 15,6% dos votos e os democratas-cristãos com 15,2%, terminarão à frente do escrutínio obtendo quatro lugares cada.

European parliament elections

“Para Geert Wilders é um mau resultado pessoal mas também um mau começo para os seus parceiros eurocéticos em outros países, que prometiam, deste vez, ser avassaladores”, sublinhou Olaf Bruns, da Euronews.

No Reino Unido, as últimas sondagens apontavam para o UKIP, o Partido da Independência do Reino Unido, que à frente das intenções, defende a saída da União Europeia e o controlo mais rígido de imigração, empurrando os conservadores, no poder, para terceiro lugar, atrás dos trabalhistas.

A serem confirmadas as sondagens, aumentaria a pressão sobre o Primeiro-Ministro David Cameron, que prometeu um referendo sobre a permanência na União Europeia em 2017 se for reeleito no próximo ano.