Última hora

Última hora

Tailândia: Yingluck Shinawatra detida pelos militares

Em leitura:

Tailândia: Yingluck Shinawatra detida pelos militares

Tamanho do texto Aa Aa

A ex-primeira-ministra tailandesa, Yingluck Shinawatra, foi detida esta sexta-feira, juntamente com outros membros da família, depois de ter participado numa mesa redonda com vários outros políticos, convocada pela junta militar.

Os militares que tomaram o poder, decretaram a lei marcial, suspenderam uma parte da constituição e proibiram mais de uma centena de antigos dirigentes de sairem da Tailândia.

O golpe militar está a ser contestado por muitos tailandeses que, apesar da proibição de manifestação, sairam à rua, em Banguecoque, para protestarem com fita cola na boca e cartazes onde se lê “Não ao golpe de eEstado” e “não à Lei Marcial”.

O general Prayut Chan-O-Cha justifica a intervenção militar para resolver a crise política em que o país está mergulhado há sete meses, destacando os episódios de violência em que perderam a vida 28 pessoas desde o outono passado.

Mas muitos analistas vêm neste novo golpe uma luta para posicionamento no governo no momento da sucessão do rei Bhumibol Adulyadej, de 86 anos.

Uma luta que vem de longe nesta monarquia constitucional, que sofreu 19 golpes de Estado nos últimos 80 anos.