Última hora

Última hora

Ucranianos escolhem novo presidente no domingo

Em leitura:

Ucranianos escolhem novo presidente no domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Os ucranianos preparam-se para escolher um novo presidente, num escrutínio indissociável das tensões separatistas no Leste do país.

O voto de domingo é o culminar da revolução pró-europeia iniciada na praça Maidan de Kiev e que resultou no afastamento de Viktor Ianukovitch, anterior chefe de Estado próximo de Moscovo.

O presidente interino frisou que “está a ser construído um novo país europeu, com bases lançadas por milhões de ucranianos, que provaram ser capazes de proteger e defender as suas escolhas”. Oleksander Turchinov sublinhou que os ucranianos nunca deixarão “que ninguém os prive da liberdade e independência, nem transforme a Ucrânia numa parte do império pós-soviético”.

Para além dos cinco mil observadores ucranianos formados pelo Conselho da Europa, o voto será acompanhado por mil representantes da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

João Soares, que coordena a missão de observadores da OSCE, diz que “é claro que haverá problemas, todos o sabemos, em algumas partes do Leste da Ucrânia. Provavelmente, haverá problemas em menos de 20 por cento das assembleias de voto. Os colegas da Duma e da segunda câmara do Parlamento russo foram convidados, mas não quiseram vir”.

Apesar dos observadores russos terem recusado marcar presença, o presidente Vladimir Putin disse – num gesto inabitualmente reconciliador – que vai respeitar o resultado.