Última hora

Última hora

Ucranianos escolhem autoridades legítimas e anseiam por estabilidade

Em leitura:

Ucranianos escolhem autoridades legítimas e anseiam por estabilidade

Tamanho do texto Aa Aa

Os ucranianos votam este domingo para eleger um novo presidente, depois do afastamento de Viktor Ianukovitch. Um escrutínio que se espera venha legitimar as novas autoridades e devolver a paz ao país, depois de meses de conflito.

Os habitantes de Kiev acorrem numerosos às urnas. Anseiam por estabilidade e acreditam que é possível afastar a corrupção do poder.

Maria Petrenko, resiente em Kiev manifestou a esperança num país melhor para os seus netos:
“Votei por uma vida normal no nosso país, é só o que quero. Tenho três netos e quero que eles tenham uma vida melhor, num país normal.”

Outra habitante da capital ucraniana sublinhou que o escrrutínio é importante para estabelecer autoridades legítimas:
“Este momento é crucial. Vamos escolher os nossos governantes, para que este país tenha autoridades legítimas”

Cerca de 36 milhões de eleitores são chamados às urnas.

Dezoito candidatos concorrem à presidência, mas o favorito é Petro Porochenko, empresário e antigo ministro, um apoiante das manifestações que levaram à destituição de Viktor Ianoukovitch, no passado dia 22 de fevereiro.
A principal incógnita é se Porochenko consegue recolher uma maioria absoluta que lhe permita ser eleito à primeira volta.