Última hora

Última hora

Novo presidente da Ucrânia declara guerra à corrupção

Em leitura:

Novo presidente da Ucrânia declara guerra à corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

Reformar a Ucrânia. É o objetivo do novo chefe de Estado Petro Poroshenko que, hoje, falou ao país.

O multimilionário apareceu, na conferência de imprensa em Kiev, ao lado do antigo campeão mundial de pugilismo, Vitali Klitschko, que ganhou a eleição para a câmara de Kiev.

Poroshenko já fez saber que quer por fim à guerra na Ucrânia, mas não só:

“A luta contra a corrupção e a reconstrução de um sistema judicial independente são as grandes prioridades. Penso que o país pode sentir dentro em breve os efeitos dos resultados, resultados esses que significam uma mudança total do poder político ucraniano.”

A partir de agora, o magnata promete dedicar-se exclusivamente à política, mas recusa desfazer-se do canal de televisão 5, um dos mais populares do país.

“Vamos instalar uma nova tradição. A partir de agora quando um pessoa chegar a um lugar de destaque deve vender o negócio a que se dedicava e concentrar o tempo e os esforços para servir o povo. É isso que pretendo fazer” conclui.

Vitali Klitschko decidiu retirar a candidatura às presidenciais, no final de março, e apoiar a de Poroshenko. O antigo campeão de pesos pesados e um dos rostos da oposição durante os protestos em Maidan anunciou, depois, a candidatura à câmara de Kiev.