Última hora

Última hora

Rubalcaba demite-se da direção do PSOE após as europeias

Em leitura:

Rubalcaba demite-se da direção do PSOE após as europeias

Tamanho do texto Aa Aa

As eleições europeias já provocaram uma baixa política em Espanha. O socialista Alfredo Pérez Rubalcaba vai abandonar a liderança do PSOE e convocar um congresso extraordinário para julho, na sequência da má prestação no escrutínio. O principal partido da oposição espanhola perdeu nove assentos parlamentares. Rubalcaba declarou que é a ele que cabe assumir a responsabilidade política.

Na verdade, os socialistas perderam o impulso do descontentamento social para as novas formações de esquerda, sobretudo o “Podemos”, um movimento criado por um professor de Ciência Política de 35 anos chamado Pablo Iglesias. Nas palavras de Iglesias, “o desafio agora é o de criar uma alternativa política com outros camaradas do sul da Europa, para afirmar, no seio do Parlamento Europeu, que não queremos ser uma colónia da Alemanha, nem da troika.”

Um discurso que valeu ao “Podemos”, nascido apenas no passado mês de março, cinco lugares no novo hemiciclo. Espanha mobilizou-se para ir às urnas: a taxa de participação foi de 46%, três pontos acima da média europeia.