Última hora

Última hora

Missão da OSCE classifica eleições na Ucrânia como 'democráticas'

Em leitura:

Missão da OSCE classifica eleições na Ucrânia como 'democráticas'

Tamanho do texto Aa Aa

A missão de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) elogiou, esta segunda-feira, as eleições presidenciais na Ucrânia.
O coordenador da missão, João Soares qualificou-as de democráticas e transparentes.
De qualquer forma, registaram-se cerca de 700 irregularidades. Mas nada que se compare com os escrutínios de 2010 e 2012 onde a compra de votos era uma prática comum.

A maioria problemas ocorreu na região leste do país como destacou João Soares: “na cidade de Donetsk nenhuma mesa de voto foi aberta. Mas estes casos não retiram legitimidade a estas eleições uma vez que a afluência às urnas foi bastante maior que a das eleições europeias.”
O coordenador dos observadores destacou ainda a coragem da sociedade ucraniana, de autoridades, dos jornalistas e das organizações civis.

A correspondente da euronews em Kiev, Maria Korenyuk lembra ainda que “os resultados oficiais das eleições presidenciais devem ser anunciados no dia 1 de junho, nos 30 dias seguintes deve ocorrer a tomada de posse. Logo a seguir, novo chefe de Estado, Petro Poroshenko deve visitar Donbass, com uma prioridade: recuperar o controlo do leste do país.”